5 passos para criar limites entre o trabalho remoto e a vida pessoal

A pandemia veio e transformou o home office em realidade. Mas como separar o trabalho da vida pessoal? Confira aqui.

Renata Parma
Gestão

A pandemia do COVID-19 chegou, e você passou a trabalhar no modelo de home office.

Parecia que seria algo logo passageiro, e que trabalhar de casa era algo mais simples do que realmente é. Mais tempo para passar com a família, mais flexibilidade, mais eficiência.

Porém, o isolamento social foi se estendendo e hoje o home office já não é uma solução temporária, e sim uma realidade que veio para ficar para muitos trabalhadores ao redor do mundo.

Além disso, foi possível perceber que estabelecer limites entre o trabalho e a vida pessoal no home office pode ser muito difícil. Não só é comum trabalhar por mais tempo do que no escritório, mas também é mais complicado desconectar a mente e navegar entre as fronteiras do que é trabalho e do que é descanso.

Como resultado, muitas pessoas estão experimentando mais estresse e ansiedade. Uma pesquisa feita com adultos nos Estados Unidos mostrou que cerca de 41% dos participantes apresentaram sintomas de ansiedade e/ou depressão em janeiro de 2021, contra apenas 11% em 2019.

Bem antes da pandemia de COVID-19, muitas empresas já trabalhavam com o regime home office, onde os trabalhadores exerciam suas atividades no ambiente familiar.

Depois que a crise de saúde mundial se instalou, grande parte das instituições precisou se adaptar a essa nova realidade, colocando uma imensa maioria, ou em alguns casos toda a equipe, de seus funcionários para trabalhar remotamente.

Essa foi a solução encontrada pelos estabelecimentos para continuar com a força de trabalho ativa e, ao mesmo tempo, evitando demissões e garantindo o isolamento social, principal medida de prevenção ao novo coronavírus.

Pois bem. Assim como toda situação, tudo tem seus prós e contras, e com o trabalho remoto isso não seria diferente. De fato, trabalhar em casa traz muitas vantagens, tanto para a instituição, como para os colaboradores. 

No entanto, é preciso muita organização e jogo de cintura para não misturar os afazeres da vida pessoal com as tarefas do trabalho.

Isso porque, quando esses limites não são respeitados, há uma grande chance de os dois os âmbitos saírem prejudicados, tanto o profissional como o pessoal. Portanto, é necessário realizar alguns ajustes, de modo a organizar a rotina de trabalho home office ao passo que a vida pessoal não é deixada de lado.

Para auxiliar nesta tarefa, nós preparamos 05 passos que vão te ajudar a criar limites entre o trabalho remoto e a vida pessoal. Continue a leitura para saber mais!


1. Organize seu tempo

Para cumprir os prazos e horários é necessário organizar seu horário de trabalho frente às atividades do dia. É essencial criar um quadro de horários, onde cada tarefa deve ser feita dentro daquele tempo pré determinado. Assim, o acúmulo de tarefas e a desorganização não terão vez. 

O primeiro passo para alcançar esse objetivo é criar uma rotina, colocando um tempo específico para realizar os seus afazeres; esse tempo pode ser o mesmo que você exercia no escritório, pois isso ajuda o cérebro a reconhecer que aquele momento é hora de se concentrar nas suas obrigações laborais.

Não esqueça de priorizar momentos de pausa, dando um descanso para a mente, assim como reserve momentos para dar uma respirada.

Preste atenção também em organizar uma lista de tarefas com alta, média e baixa prioridade naquele dia. Isso facilita na realização das tarefas mais importantes primeiro, ao passo que diminui a procrastinação e a perda de tempo.


2. Arrume seu espaço de trabalho

Depois de organizar os horários, não se esqueça de arrumar seu espaço de trabalho, afinal, esse será o local onde você desempenhará suas atividades. Portanto, cuide para deixar esse ambiente confortável e próprio para a produtividade.

Uma boa dica é criar um cantinho em casa simulando o seu posto no escritório, de preferência em um ponto onde não tenha tanto barulho nem distrações. Dessa forma, a mente reconhecerá aquele ambiente como propício para o exercício laboral.

Investir em ferramentas de trabalho eficazes também é fundamental. Isso começa pela sua cadeira. Então, nada de ficar em um assento desconfortável, porque além de dores na lombar, isso prejudicará seu desempenho profissional, uma vez que fica mais difícil se concentrar estando desconfortável.

Lembre-se também de ficar em um local que tenha uma porta que possa ser fechada, em vista de que não há nada mais frustrante do que estar em uma reunião ou concentrado em uma atividade, e alguém chegar e atrapalhar o ritmo da tarefa. 

Sendo assim, para evitar esse empecilho, procure não deixar o espaço aberto para acesso de crianças e/ou outras pessoas. Você também pode colocar uma plaquinha informando que está em reunião e que no momento não pode falar.

Porém não se preocupe demais. A sua casa muito provavelmente não foi projetada para funcionar como um escritório, e a dos seus colegas também não. Você não precisa de uma reforma e nem precisa se sentir frustrado se seus filhos aparecerem no meio de uma reunião virtual. As outras pessoas estão no mesmo barco e vão entender.

O importante é que você tente se organizar para que consiga criar uma certa fronteira entre trabalho e vida pessoal. Se você não tem uma cadeira boa ou um cômodo que pode reservar para o trabalho, não é um problema.


3. Saiba ter foco

Uma das principais dificuldades de se trabalhar em casa é sem dúvidas saber se sobressair frente a tantas distrações: são filhos que precisam de atenção, tarefas domésticas a se fazer, vontade de relaxar e se perder no tempo etc.

Para ajustar esse aspecto, uma boa tática é criar um ponto de motivação para continuar se esforçando. Então, se por exemplo, der aquela vontade de olhar as redes sociais (ainda que rapidamente), lembre-se de que sua responsabilidade deve vir em primeiro lugar. 

Logo, apesar de não ter um chefe te supervisionando, tenha em mente que seu desempenho em casa exige ainda mais atenção e foco que no escritório tradicional.

É interessante criar pequenas recompensas, ou seja, a cada tarefa cumprida com êxito, tire uns cinco minutos para checar o e-mail ou rede social. Mas procure se manter dentro do estabelecido como meta anteriormente.

Agora, caso você ache que não consegue ficar nesse intervalo, então é essencial não arriscar. Neste caso, o melhor a se fazer é reservar um tempo para ver as mensagens do celular somente após a conclusão de todas as tarefas.


4. Invista na comunicação

O trabalho remoto é algo que estimula o isolamento social, um aspecto que, muitas vezes, desestimula o colaborador, pois ele de certa forma, fica afastado dos seus colegas de trabalho.

Para reverter tal ponto, invista nas ferramentas tecnológicas (Slack, WhatsApp, Trello) a fim de manter uma comunicação ativa com os seus colegas e gestores. 

Deste modo, além de continuar trocando experiências, você demonstra que está na ativa e continua mantendo uma relação de confiança com os líderes da empresa e seus parceiros de profissão.

Ir ao escritório uma vez ou outra (caso a empresa permita e tomando todos os cuidados necessários) também é uma alternativa para matar a saudade do dia a dia presencial.


5.Seja organizado!

Ser organizado tem a ver com não perder tempo com tarefas que não são prioridade naquele momento. Ou seja, é saber reservar o espaço de tempo adequado para cada atividade, seja ela profissional ou pessoal.

Nesse sentido, um bom ponto de partida é definir lembretes para finalização de ações. Defina lembretes para o fim de cada atividade e saiba recompensar seu esforço. Dê a si mesmo um tempo de 5/10 minutinhos para dar aquela pausa.

Procure conversar com as crianças e tente estabelecer limites para que elas não o incomodem enquanto está trabalhando. Sem as escolas, essa tarefa não é das mais fáceis, mas pode ajudar bastante a conseguir executar o seu trabalho de maneira mais eficiente e tranquila.


Conclusão

Como vimos, estabelecer uma organização entre as atividades domésticas com os afazeres do trabalho não é uma tarefa tão simples. É preciso saber definir metas, limites e regras para não misturar essas duas esferas da vida. 

A boa notícia é que com as ferramentas certas, o trabalhador pode equilibrar a sua rotina, conseguindo ser produtivo nas obrigações laborais, ao mesmo tempo que reserva um tempo para as obrigações do lar e o descanso.

Portanto, esperamos que com as dicas de hoje, você consiga se organizar e ser produtivo no ambiente profissional, assim como consiga reconhecer o momento de tirar um tempo para si mesmo e para a família.

E se a sua empresa precisa de um sistema de gestão que funcione de qualquer lugar, seja no escritório da firma ou no home office, conheça o Sensio ERP, desenvolvido para que pequenas empresas possam ter uma gestão integrada, simples e inteligente.

Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.