Cuidados antes de contratar transporte de carga

Após produzir e vender seus produtos, é necessário fazer com que eles cheguem rápido e com segurança aos clientes. Confira nesse artigo algumas dicas antes de contratar transporte de carga.

Renata Parma
Gestão

Você fabrica ou distribui produtos e está constantemente lidando com transporte de itens.

Seja para compras ou vendas, muitas vezes a responsabilidade pelo transporte dos itens é da pequena empresa, que geralmente não possui frota própria ou um departamento de logística específico.

Quem trabalha no setor industrial sabe que o transporte de cargas é uma etapa fundamental para o sucesso desse tipo de empresa. 

Porém, é preciso adotar cuidados antes de contratar uma transportadora para o seu negócio.

Afinal, ao fechar parceria com uma empresa de transporte, você espera que os seus produtos sejam entregues no prazo determinado e com ótima qualidade, certo?

Por isso mesmo, é que essa seleção e contrato devem ser feitos com cautela com o intuito de essa ser uma estratégia vantajosa para os dois lados.

Portanto, visando te ajudar a realizar esta escolha com segurança, separamos algumas dicas para você, empreendedor, selecionar a transportadora ideal para a sua distribuidora. Acompanhe!

1. Faça um orçamento completo

A fase de orçamento é essencial para achar um serviço de transporte de carga que esteja dentro do seu orçamento.

Sendo assim, antes de fechar contrato com a primeira transportadora que aparecer, procure fazer um estudo de mercado, de forma que seja possível analisar algumas opções de transportes para sua distribuidora.

Uma boa dica é usar uma ferramenta online que calcula o custo médio do frete, fornecendo um preço justo para esse trabalho.

2. Analise o serviço que será realizado

Sabemos que é natural querer encontrar sempre um custo-benefício mais em conta. Entretanto, é importante avaliar o serviço prestado ao contratar transporte de carga. 

Para isso, comece pesquisando a reputação da empresa na internet, procure se ela é bem avaliada pelos clientes quanto à satisfação. 

Também é viável verificar se essa prestadora possui algum recurso tecnológico que ajuda o transporte ser mais eficiente, como por exemplo, o rastreio da frota por meio de satélite.

A vantagem desse tipo de recurso, é que ele facilita a logística da transportadora, pois ela tem total controle de onde o objeto está, ao mesmo tempo que fornece em tempo real a mesma informação para os clientes.

Além das transportadoras, existem cooperativas de veículos de carga que funcionam como uma central para facilitar a contratação de serviços de frete. Isso é muito comum em regiões com grande concentração de pequenas indústrias e distribuidoras.

Uma terceira opção são os transportadores autônomos, mais conhecidos como freteiros. São pessoas que possuem veículos de carga próprio e que fazem o serviço de frete em contratação direta com as empresas.

3. Entenda as características da sua carga

De fato, para cada espécie de carga, existem tributos diferentes que recaem sobre aquela determinada mercadoria.

Assim, é vital que você conheça a fundo sobre os tipos de cargas que seu negócio vende, dado que isso pode ajudar até mesmo para decidir se é melhor contar com uma empresa de transportes ou uma frota particular.

Além disso, outra opção para as pequenas distribuidoras que não têm um alto número de carga  para ser transportada, é recorrer ao recurso da carga fracionada. 

Essa solução reduz os custos com envio, porque ao invés de apenas uma instituição pagar pelo transporte, a transportadora entrega os produtos de várias distribuidoras através de um único frete.

Desse jeito, todos os estabelecimentos saem ganhando, uma vez que a despesa com o frete é repartida entre eles.

4. Verifique os protocolos de segurança com a carga

Priorize fechar parceria com parceiros que seguem os protocolos de segurança referentes ao transporte de carga. 

Nesse sentido, é importante atentar-se para a forma como a transportadora cuida do carregamento de materiais, armazenamento, transporte e entrega das cargas. 

Isso é primordial para que a mercadoria chegue em segurança e a sua distribuidora não sofra nenhum prejuízo.

Aliás, um serviço agregado ao transporte terrestre se trata do seguro de cargas, um utensílio de extrema urgência quando o assunto é a segurança de cargas. Isso porque o Brasil está em 7° lugar no quesito estradas perigosas.

5. Estude as condições de transporte

Grande parte do sucesso de um transporte bem feito se deve ao cuidado com a manutenção dos veículos da transportadora. 

Então, faz necessário que a distribuidora contrate um serviço de frete de carga que se preocupe com esse ponto, a fim de prevenir problemas mais sérios como acidentes e roubo de produtos.

Ao mesmo tempo, quando a distribuidora sofrer um desfalque como esse, os clientes também saem perdendo, já que as mercadorias sofrem atraso. Enfim, é uma situação que prejudica a todos, em maior ou menor intensidade.

Por tudo isso, a distribuidora tem o direito de questionar a segurança dos veículos da companhia de transporte, como respeitar os limites de peso por caminhão e embalar corretamente as peças.

6. Esteja ciente da parte fiscal

Tenha em mente que uma instituição que trabalha com transporte de carga tem o dever de tratar a parte burocrática e fiscal com profissionalismo e zelo. 

Afinal, isso serve tanto para prevenir incidentes assim como o confisco de cargas durante a viagem.

Por falar nisso, essa situação gera desconforto, burocracia para ser solucionada e multas para a sua distribuidora, devido que a responsabilidade recai para quem comercializa e transporta a carga.

Logo, fiscalize se a empresa de transporte se preocupa com os aspectos legais envolvendo o carregamento de mercadorias. Caso não haja esse zelo, são grandes as chances de essa parceria não durar e você ainda perder lucro e boa reputação.

É obrigatório a emissão e o acompanhamento das mercadorias por Nota Fiscal, NF-e, por parte do contratante do serviço.

Além disso, o serviço do frete deve ser acobertado por um Conhecimento de Transporte, o CT-e, emitido pelo transportador. Em uma carga com várias entregas e Notas Fiscais, cada um delas precisa ser acompanhado de um CT-e.

Por último, é obrigatória a emissão do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e), para vincular os documentos fiscais utilizados na operação e/ou prestação, à unidade de carga utilizada no transporte.

O MDF-e visa agilizar o registro em lote de documentos fiscais em trânsito e identificar a unidade de carga utilizada e demais características do transporte.

A não emissão de algum desses documentos fiscais pode resultar em multas e retenção da mercadoria e do veículo de carga nas barreiras fiscais.

Por isso, sempre emita suas NF-es e cobre do transportador que ele também esteja em conformidade.

7. Firme um contrato justo

Firmar um contrato justo significa estabelecer diante da lei o que foi combinado verbalmente, expondo neste documentos direitos e deveres de cada um dos lados.

Igualmente, devem estar sinalizadas as penalidades para ambas as empresas em caso de descumprimento do que foi acordado.

Dessa forma, essa documentação é importante para que a distribuidora garanta seus direitos caso a empresa de transporte de cargas falhar ou entregar um serviço diferente do combinado.

Considerações finais

No artigo de hoje você conferiu a importância de adotar cuidados na hora de contratar transporte de carga para a sua distribuidora.

De fato, geralmente quando é necessário fechar parcerias com outros profissionais, isso é um sinal de que seu estabelecimento está crescendo, tendo em vista que a equipe não está dando conta do número de pedidos para entrega.

Pode ser também que você esteja buscando uma solução mais adequada à sua realidade, optando por não ter uma frota própria. Enfim, em ambos os casos, é vital que o gestor tenha atenção aos cuidados que mencionamos para evitar transtornos e garantir o sucesso de suas vendas.

Por isso, um sistema de gestão integrada é uma ótima opção para gerir esse processo de entrega e fechamento de pedidos. 

Com o software da Sensio, por exemplo, o empreendedor coordena sua equipe de vendas de maneira simples. Inclusive, o cadastro de pedidos pode ser feito no estabelecimento dos clientes, por meio do sistema em nuvem.

Além disso, no Sensio é possível emitir Notas Fiscais Eletrônicas, Conhecimento de Transporte e Manifesto de Documentos Fiscais, tudo em poucos cliques. Conheça o Sensio ERP e faça um teste grátis.


Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.