O que é CMV e como calcular

O Custo de Mercadoria Vendida - CMV é um indicador gerencial importante para a lucratividade de um negócio. Confira nesse artigo o que é CMV e como calcular.

Luiz Pires
Contabilidade

Identificar a viabilidade financeira de um negócio não é uma tarefa trivial.

Faturamento, despesas fixas, variáveis e custo dos produtos vendidos são alguns dos fatores que entram na análise e que podem complicar a vida do empreendedor que não tem muita experiência no assunto.

Apesar de algumas pessoas acharem que o lucro de uma empresa é refletido apenas pelo número de vendas, acabam se esquecendo do princípio de que nesse cálculo são inseridos outros fatores, como o CMV - Custo de Mercadoria Vendida.

Assim, para chegar ao lucro líquido completo, é necessário que a companhia se preocupe em aplicar técnicas estratégicas que visem diagnosticar o real estado financeiro do empreendimento.

Então, se você é empreendedor e deseja entender melhor sobre como funciona o cálculo que informa quanto você está ganhando de lucro - o CMV, não deixe de ler o artigo de hoje. 

Qual a definição do CMV?

O Custo de Mercadoria Vendida - CMV é um indicativo que as empresas utilizam para calcularem o valor real gasto com cada mercadoria, incluindo a receita empregada com estoque.

Esse medidor é muito importante para a saúde financeira das instituições, pois ele avalia se a organização está tendo lucro sobre o valor investido nos produtos, ou seja, se está havendo um bom retorno monetário para o empreendedor.

Desse modo, o CMV se torna bastante útil no intuito de calcular o lucro bruto das vendas.

O CMV se classifica como ativo ou passivo?

Para entender se o CMV é um ativo ou passivo, é preciso primeiramente ter noção do que se trata outros termos referentes ao lucro do negócio, que são o retorno dos valores recebidos através do pagamento de mercadorias e/ou a prestação de serviços.

Esses dois termos são o lucro líquido e o líquido bruto.

O lucro líquido significa o valor do retorno considerando as despesas e descontos de taxas e impostos. Já o lucro bruto corresponde ao valor dos ganhos, só que diminuindo somente aquilo que foi gasto com produção de mercadorias.

Dessa forma, o CMV considera no seu cálculo apenas o lucro bruto, uma vez que não leva em conta o que foi desembolsado em outras áreas da empresa, a não ser o que foi investido na produção.

Dessa maneira, como o CMV não se baseia na quantitativo nem na matéria-prima utilizada nos produtos/serviços, esse indicador geralmente não aparece nos relatórios de balanço de patrimônio.

Entretanto, como o estoque é considerado nesse balanço, ele é então considerado um ativo. 

Portanto, como a definição de ativos tem relação com as receitas e entradas da empresa, consequentemente podemos entender que o CMV é um cálculo da área de ativos por considerar o lucro bruto das vendas.

Por que as empresas devem calcular o CMV?

Ao fazer o cálculo do CMV, a organização consegue mensurar o valor exato dos gastos da produção de produtos e/ou prestação de serviços, além de, é claro, apresentar os rendimentos que retornaram à empresa, indicando se houve realmente um bom lucro em um dado período.

Sendo assim, essa ferramenta é vital para a saúde financeira de qualquer empreendimento, o que torna esse cálculo bem atrativo para os empresários, os quais têm diversas vantagens ao calcular o CMV. 

A seguir, conheça mais sobre os benefícios desse indicativo.

Economia de capital

Imagine descobrir quanto você está gastando para colocar cada produto na prateleira? Pois bem, esse é o primeiro benefício que o CMV proporciona, fato este que colabora para encontrar os processos que podem ser diminuídos ou mesmo extintos para que esse custo saia mais barato.

Outro ponto positivo é que você também pode ter a conclusão se está vendendo algum produto ou serviço por um valor que não cobre aquilo que foi gasto na produção. 

Logo, caso seu retorno esteja em desconformidade, você tem as ferramentas certas para modificar o valor do produto/serviço e assim chegar a um custo justo (com lucro correspondente).

Maior planejamento das finanças e organização de dados

Para que o cálculo do CMV se dê com precisão, é preciso que o empresário e sua equipe tenham à mão as informações verídicas sobre estoque e vendas, de preferência em forma de relatórios.

Com isso, para que o gestor consiga acompanhar as etapas de sua empresa é igualmente útil valer-se da organização e do registro de todos os dados que serão proveitosos mais à frente.

Como em uma empresa todos os setores estão intimamente relacionados, é importante o administrador ter noção do que acontece em toda a organização, uma vez que o CMV pode fornecer informações benéficas para o setor de estoque e equipe de finanças. 

Mais previsibilidade de recursos para investimentos

A partir do momento que o empreendedor sabe em que parte da empresa pode reduzir os custos, esse valor que “sobra” pode ser reaproveitado em investimentos em novos produtos ou aperfeiçoamento de serviços, o que garante o crescimento, desenvolvimento e é, claro, maior lucro para a empresa.

Como calcular o CMV da empresa?

Para chegar a esse indicador, o gestor pode se valer de alguns métodos. Saiba mais a seguir.

CMV geral do negócio/estabelecimento

No CMV geral, a base do cálculo compreende a soma do Estoque Inicial (EI) mais aquilo que foi gasto no mês (compras, representado pelo C), subtraindo o inventário ou o estoque final (EF). Ou seja, CMV = EI + C - EF.

CMV = Estoque Inicial + Compras - Estoque Final

O CMV pode aparecer dentro do DRE como Custo Variável, subtraindo da Receita Líquida para compor o Lucro Bruto. O Sensio ERP possui uma ferramenta de DRE Gerencial com o grupo de CMV identificado automaticamente a partir das movimentações financeiras de suas compras.

CMV por produto

Nesse caso, o CMV é calculado sobre cada produto, de modo unitário. Para tal, aqui deve ser considerado o estoque inicial de cada produto (EI), de maneira a identificar quanto foi gasto em cada item e depois como ficou o Estoque Final (EF).

No caso de um comércio esse custo é facilmente identificado, sendo o valor unitário pago pelas mercadorias a serem revendidas. Dividindo-se o valor total pago pela quantidade de cada item, tem-se o valor unitário e CMV do produto.

Já no caso de uma indústria, deve-se calcular o CMV como a soma do custo de cada item utilizado como matéria-prima em sua fabricação, na devida proporção por unidade.

Ou seja, uma ficha técnica, ou lista de materiais deve ser montada do produto acabado, indicando as quantidades e custos de cada item utilizado para realizar essa composição. Somando-se esses custos individuais de materiais, chega-se ao CMV do produto acabado.

Exemplo de Lista de Materiais com Custo de Produto no Sensio ERP

CMV por faturamento

Aqui, você precisa pegar o percentual médio de custos em relação ao faturamento. Depois, é necessário usar esse resultado de modo único a todas as peças vendidas. 

É importante que você saiba seu custo fixo, para que divida esse número pelo faturamento e, em seguida, multiplique por 100.

Conclusão

No artigo de hoje, foi apresentado o conceito de CMV, sua importância para a empresa e como calcular esse indicativo. 

Apesar de ser um fator muito essencial para o sucesso de qualquer negócio, para se chegar a esse resultado não é preciso quebrar muito a cabeça, caso a instituição esteja preparada para isso.

Isso porque, para que a campanha chegue aos verdadeiros rendimentos do período, é necessário um bom controle do estoque, assim como em quais partes do processo de compra e venda podem ser otimizadas para gerar mais rentabilidade.

E isso só é possível se o empreendedor contar com um sistema de ERP eficiente, que seja capaz de organizar todos os dados referentes à etapa de vendas e ao estoque.

O Sensio ERP, além de possuir funcionalidades de vendas, estoque e financeiro integradas, pode te ajudar a calcular o CMV automaticamente de um produto ao montar a lista de materiais dele. E ainda é possível visualizar o CMV total da empresa dentro do DRE estruturado pelo sistema com base nas movimentações financeiras de compras.

Conheça o Sensio e faça um teste grátis.

Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.