7 dicas para resolver seu estoque parado

Imagine que você tem um negócio e ele não está muito bem, já que as suas principais linhas de produtos não dão saída. Você comprou com tanto esforço aquelas peças, mas as pessoas não estão se interessando. Tenso, não é mesmo? Neste artigo, vamos te dar 7 dicas do que você pode fazer para dar saída neste estoque parado.

Luiz Pires
Gestão

Gerenciar o estoque parado não é uma tarefa tão simples, pois requer cuidado e estratégia. Afinal, nada pior para o caixa da empresa do que ter muitos itens estocados e sem trazer lucro.

Imagine que você tem um negócio e ele não está muito bem, já que as suas principais linhas de produtos não dão saída. Você comprou com tanto esforço aquelas peças, mas as pessoas não estão se interessando. Tenso, não é mesmo?

Não é à toa que estoque parado quase sempre tem a ver com prejuízos financeiros. Sendo assim, deve-se tomar algumas medidas para evitar essa situação e, caso ela tenha acontecido, novos meios precisam ser elaborados para gerenciar a baixa rotatividade dos bens.

Pensando nisso, o artigo de hoje vai mostrar 7 ideias sobre o que fazer com o seu estoque que está parado. São soluções que vão te ajudar a movimentar as peças que não estão dando saída. Continue lendo o conteúdo!  


1. Quanto mais rápido você agir, melhor

Como você sabe que um estoque está parado? Geralmente, quando alguém diz isso, é porque a mercadoria já passou muito mais tempo do que deveria para ser vendida.

No entanto, o seu controle precisa ser mais minucioso. O ideal é que você consiga perceber esta situação com o máximo de antecedência

Ou seja: se um produto demora, em média, 10 dias para ser vendido, no 11º dia você já deve estar planejando estratégias para que aquele estoque não fique parado. Afinal, quanto mais cedo você conseguir reverter a situação, menor será a sua despesa em mantê-lo.

O cálculo do Giro de Estoque, que nós já ensinamos aqui no blog, pode te ajudar muito nesta situação: Giro de Estoque: o que é e como calcular

2. Fique de olho na validade dos produtos

Se ter um estoque parado já é sinônimo de perdas financeiras, imagine se as mercadorias estocadas passarem do tempo de validade.

Desta forma, você perde completamente as chances de conseguir reverter a situação e aplicar uma estratégia de venda para aqueles produtos.

Por isso, tome nota sempre do vencimento das suas mercadorias em estoque e mantenha estes dados em local de fácil acesso (de preferência em seu sistema de gestão), para que você possa acompanhar a evolução das vendas de cada uma delas.

3. Crie oportunidades e atrativos para a venda

Se você quer vender os itens parados, primeiro é necessário entender de que forma esses produtos se encaixam nas necessidades do público-alvo do negócio. Não é porque uma peça está parada que ela não desperte interesse, obrigatoriamente. Às vezes, pode ser uma estratégia de venda que não está adequada.

Uma boa chance de usar esse interesse trata-se de aproveitar as datas comemorativas ou os períodos do ano. Por exemplo: se sua empresa tem um estoque de doces importados, que tal relançar esse produto no frio (onde muita gente adora comer guloseimas)?

Também é bom investir em uma data como a Black Friday ou o Natal. Nessas ocasiões, é provável que muitas pessoas queiram presentear umas às outras, e é aí que seu negócio pode ajudar esses clientes.

Faça uma boa divulgação ou oferta para estimular que, nestas datas comemorativas, os seus produtos deixem as prateleiras e passem a render capital para o estabelecimento.

4. Deixe o produto em destaque, seja na loja física ou online

Pode parecer bobo, mas por vezes até a própria localização do produto na loja não o favorece nas vendas, já que o consumidor acaba o deixando passar despercebido em meio aos demais.

Outra situação semelhante aparece na vitrine virtual, quando a peça é vendida online. Algumas empresas não investem em uma apresentação completa e atrativa do produto e acabam desperdiçando uma oportunidade de destacá-lo e, quem sabe, gerar mais rotatividade.

Uma boa descrição de um produto deve conter as principais vantagens da mercadoria para o cliente, suas funcionalidades e aspectos técnicos. Além disso, não podem faltar boas fotos, de preferência com alta definição, que ressaltem a beleza do produto. A intenção aqui é chamar a atenção do consumidor e encantá-lo.

5. Oferte promoções e combos de produtos

O recomendado é fazer promoções verdadeiras, onde não exista propaganda enganosa nem muito menos descontos que desconsiderem a sua margem de lucro. O mais importante então, trata-se de chamar a atenção dos clientes, fazendo eles comprarem as suas peças.

Outra boa opção é o combo de produtos, uma ação na qual o cliente compra uma peça e você sugere a venda de outro item similar, como por exemplo: o consumidor compra um conjunto de pratos e você oferece um desconto caso ele leve um jogo de copos e/ou de talheres.

Pegue os produtos que estão parados no estoque e una ao que você acredita ser de interesse do seu público-alvo. Assim, você monta os combos para vender o que está com baixa rotatividade.

6. Faça campanhas nas redes sociais 

Depois de lançar uma promoção ou combo de produtos, faz-se necessário divulgar as campanhas promocionais na internet, principalmente nas redes sociais, onde muita gente pode se interessar pela iniciativa.

Ademais, estar no mundo digital aproxima a sua marca das pessoas, estreitando o laço com elas e dando oportunidades delas conhecerem e curtirem seus produtos.

7. Busque a parceria dos fornecedores

Em algumas ocasiões, é possível negociar com os fornecedores a devolução de produtos que estão ultrapassados. Por isso a importância de ter uma boa relação com esses parceiros comerciais.

Vale a pena também firmar acordos de antemão sobre possíveis situações de excesso de estocagem, onde prazos de pagamento mais longos podem ser combinados.

Sempre lembrando que a maneira mais fácil de evitar esse problema parte de um planejamento nas vendas, que por sinal, tem mais chances de ser contornado com o delineamento anterior.

Previna o estoque parado com o sistema Sensio ERP

Como vimos, o estoque parado é um problema muito sério para qualquer empresa, uma vez que provoca prejuízos ao caixa da organização, afetando outros departamentos.

Dessa forma, além das dicas que mencionamos, um sistema de gestão, como o Sensio ERP, pode colaborar no controle e eficiência do estoque do seu negócio.

O Sensio ERP movimenta e controla o estoque automaticamente, criando listas de itens por depósito. 

Além do mais, com os relatórios gerenciais dá para identificar as tendências de compras, o que está vendendo mais ou menos, a demanda de peças, etc.  Estes são dados fundamentais, que facilitam na tomada de decisão e na definição de práticas de vendas.

Conheça o Sensio ERP e faça um teste grátis!


Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.