Giro de estoque: o que é e como calcular

O Giro de Estoque é um importante indicador da saúde financeira de um negócio. Principalmente quando falamos de indústrias e empresas de comércio, um estoque desequilibrado pode se tornar uma grande fonte de despesas. Aprenda neste artigo a calcular e implementar medidas para melhorar o seu Giro de Estoque.

Luiz Pires
Gestão

Sem dúvidas, os medidores de desempenho financeiro são muito importantes quando estamos avaliando a saúde de um negócio. No entanto, existem outros métodos de precisão estratégicos que não se deve perder de vista - este é o caso do giro de estoque.

Especialmente quando estamos falando de indústrias e empresas de comércio, um estoque desequilibrado pode acabar se tornando uma grande fonte de despesas. É por isso que manter o andamento deste departamento nos trilhos é fundamental para deixar o fluxo de caixa no azul.

Ficou interessado(a) no assunto? Então saiba como calcular o giro de estoque e muitas outras informações sobre esse assunto lendo o artigo de hoje.

O que é giro de estoque e por que ele é importante?

Basicamente, o giro de estoque é uma métrica que avalia o desempenho do estoque do estabelecimento. Através dele, é possível verificar se os recursos da empresa estão sendo bem utilizados, sem desperdícios e/ou excessos.

Para determiná-lo, é preciso entender o número de vezes que o negócio vende e substitui o produto vendido, dentro de um determinado período de tempo. 

Compreender esta dinâmica, na prática, é vital para mensurar a qualidade do controle de estoque e saber quanto tempo a companhia leva para dar saída a um produto.

Um gerenciamento eficiente do estoque afeta diretamente nos lucros do negócio porque atende às necessidades dos clientes (de prazo, entrega, etc.) e também porque ajusta a entrada e saída de materiais de acordo com a saúde econômica da empresa.

Como calcular o giro de estoque da empresa?

Primeiramente, é preciso definir um período específico de tempo para utilizar como referência. Esse intervalo deve ser escolhido a seu gosto: pode ser semanal, mensal, semestral ou por ciclos.

Depois, basta adicionar o estoque inicial desse período com o estoque final, e então dividir esse total por dois. Fica assim:

(Estoque inicial + Estoque final) / 2 = Giro de estoque

Dessa forma, se calcula a proporção através da divisão das vendas pelo estoque médio, considerando o período pré-determinado.

Métodos alternativos proporcionais ao giro de estoque 

A proporção também pode ser usada como forma de calcular o CPV, isto é, o Custo Médio dos Produtos Vendidos

Aliás, o CPV é visto por muitos como um medidor mais claro de lucro,  dado que, além do valor de compra, ele inclui outras despesas de preservação das mercadorias vendidas

O Custo Médio de Produtos Vendidos é abatido do valor das vendas visando definir a margem bruta da empresa. Para calcular o CPV, a fórmula é a seguinte:

Estoque inicial + Compras de estoque - Estoque final = CPV

Diante disso, melhorar o giro de estoque através de uma gestão adequada de redução do CPV, pode resultar no crescimento da renda bruta e mais capital na conta bancária da empresa, o que possibilita maior capital de giro graças à rotação regular do estoque.

6 maneiras de melhorar o giro de estoque: saiba agora!

Após calcular a taxa do giro de estoque, é hora de conhecer formas de aperfeiçoar este resultado. A seguir, conheça algumas medidas interessantes que podem ser implementadas no seu negócio:

1. Amplie a previsão

Se você quer manter uma alta taxa de giro de estoque, comece a prever quais mercadorias serão compradas pelos seus clientes nas próximas semanas ou meses (dependendo do tipo de negócio). 

Uma forma eficiente e automatizada de conseguir realizar essa previsão é por meio de um software de gestão integrada (ERP) que possua recursos de Inteligência Artificial (IA).

À medida que você for alimentando o sistema com as informações reais da sua empresa, no dia a dia da gestão do negócio, o ERP irá começar a enxergar os padrões de compra do seu público e traçar um perfil de consumo.

Desta forma, será possível calcular - a partir do histórico registrado - as prováveis compras dos seus clientes nos próximos meses e você poderá preparar o estoque da maneira correta para atendê-las.

2. Estimule o aumento do ticket médio

Uma outra possibilidade muito interessante que a Inteligência Artificial pode trazer, dentro de um sistema ERP, é entender os padrões de combinações de produtos nas compras dos clientes. 

Dessa forma, dá para calcular a compra do item 2 por quem adquiriu o item 1, por exemplo. Isso ajuda o time de vendas a incentivar o aumento do ticket médio através de peças complementares, dando tempo para abastecer o estoque e vender muito mais produtos.

Portanto, se sua empresa está abastecendo o estoque com produtos desejados pelos consumidores, esse setor girará normalmente, uma vez que o fluxo de entrada e saída é frequente. 

3. Invista em marketing e vendas

Aumentar as vendas pode ser uma boa técnica para melhorar o giro de estoque. 

Isso é possível com a implementação de campanhas de marketing focadas na venda dos produtos certos, ou seja, peças que você tem a pronta-entrega, que podem ser enviadas sem atraso, etc. Desse modo, a circulação de itens não fica parada.

Uma propaganda bem feita e com custo em conta deve refletir no crescimento das vendas e melhora do giro de estoque. Aqui, vale apostar em promoções, eventos especiais e cupons de desconto. 

O ideal é avaliar se esse investimento está trazendo bons frutos para o capital aplicado.

4. Adquira produtos

Fazer compras de maneira estratégica é uma boa tática, desde que aplicada conforme a demanda. Pode-se partir, por exemplo, da premissa de Pareto 80/20, onde devem ocorrer investimentos em 20% de mercadorias, objetivando alcançar 80% de lucro.

Converse também com os seus fornecedores e revise sempre os valores das peças. Quando possível, peça descontos e reduções quando eles oferecem um número mais alto de mercadorias para compor o estoque.  

Assim, seu negócio pode reduzir os custos com a compra de novos produtos.

5. Dê fim ao estoque antigo

Depois de aprimorar os conhecimentos sobre as previsões de venda, o estabelecimento pode diminuir a urgência de compras reservas

Suspenda despesas com manutenção dos itens do estoque, revendendo os produtos excedentes aos fornecedores, com descontos.

Assim, além de agradar aos parceiros comerciais, a companhia ainda reduz o peso de contar com um estoque excessivo, o que melhora a taxa de giro do estoque.

6. Modifique a linha de produtos

Os clientes gostam de contar com variadas opções de produtos e serviços, por isso,  vale a pena oferecer novas soluções da sua empresa a eles, motivando-os por meio de um senso de urgência.

Por sua vez, eles tendem a fazer compras imediatas e auxilia o negócio a manter esses consumidores interessados na marca.

Descubra o giro de estoque e muitos outros dados com o Sistema Sensio ERP

Um giro de estoque saudável é aquele onde existe um número de mercadorias equilibrado, sem desperdícios de produtos sem venda e/ou falta de peças para negociação.

Portanto, é preciso ter controle sobre esse setor, sendo necessário contar com uma ferramenta que informe esses dados de modo preciso e rápido. O Sensio ERP é a solução perfeita para essas e diversas outras funções.

Nosso sistema tem as funções de estoque multilocal, lista de produtos, custos dos itens, listas de materiais (BOM), entrada e saída automática de itens e muitos mais.

Conheça o Sensio e faça um teste grátis!


Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.