4 fatores que afetam o lead time de uma fábrica

Em um mercado cada vez mais competitivo, o lead time tem se destacado como um indicador que requer atenção especial entre as fábricas. Afinal, não basta oferecer produtos de qualidade aos clientes - é preciso também conseguir entregá-los dentro do prazo. Confira neste artigo 4 fatores importantes que possuem grande influência no lead time da sua empresa.

Luiz Pires
Produção

Em um mercado cada vez mais competitivo, o lead time tem se destacado como um indicador que requer atenção especial entre as fábricas. Afinal, não basta oferecer produtos de qualidade aos clientes - é preciso também conseguir entregá-los dentro do prazo.

E esta pontualidade, tão valiosa aos olhos de quem compra, passa diretamente por uma gestão de estoque eficiente. Afinal, materiais em falta podem atrapalhar a produção e atrasar os produtos - enquanto o estoque desnecessário gera despesa e ocupa espaço, podendo até mesmo impactar negativamente no fluxo de caixa.

Mas como alcançar um equilíbrio e entregar os produtos/serviços conforme o combinado? É o que vamos explicar no nosso artigo de hoje! Confira abaixo 4 fatores que afetam o lead time de uma empresa. 

O que é lead time e por que o gestor deve investir nesse indicador?

Nós já produzimos um conteúdo falando sobre lead time, mas não custa nada relembrar um pouquinho deste conceito. Resumidamente, ele é o período de tempo gasto pelo setor de produção que vai desde a aquisição da matéria-prima até a entrega dos produtos/serviços aos consumidores.

Para fazer entregas mais ágeis, muitas empresas acreditam que manter os estoques lá em cima seja a solução perfeita. No entanto, esta não é uma estratégia nada barata, além de ser bastante arriscada.

Com um conhecimento mais profundo do lead time do seu negócio, o gestor consegue planejar melhor as compras de insumos e garantir a normalidade das operações. Vem com a gente:

1. Fornecedores

Possuir uma boa frente de fornecedores é, talvez, a mais importante maneira de garantir um lead time que se adeque às suas necessidades. 

E devem ser vários! Primeiramente porque não dá para confiar em apenas um único fornecedor - é preciso ter uma cartela variada de parceiros comerciais. 

Além disso, ter uma diversidade de fornecedores ajuda a fábrica a conseguir um custo-benefício melhor nas negociações, meios de pagamento mais flexíveis e prazos mais enxutos para a produção dos itens.

Outro ponto importante é verificar se o fornecedor possui experiência dentro do seu segmento de mercado e dos bens que a sua fábrica oferta.

O Departamento de Compras deve ter domínio sobre a escolha de contatos comerciais e buscar manter uma boa relação com fornecedores, tornando-os, de fato, parceiros de negócio.

Em situações de emergência, serão esses prestadores de serviço que socorrerão sua empresa, estando ao dispor de conceder matéria-prima urgente, o que pode ser uma mão na roda para o lead time. 

2. Localização do fornecedor

A localização do fornecedor é outro ponto a ser ressaltado. Por mais que um fornecedor seja excelente, se ele está muito longe da sua fábrica - em outra cidade ou estado - provavelmente não conseguirá te atender em um momento de urgência.

Ou mesmo em uma situação normal, caso aconteça algum problema no transporte das matérias primas, o ritmo do seu lead time também poderá ser prejudicado. 

Inúmeros imprevistos acontecem todos os dias, como: acidentes, riscos, furtos, etc. E a distância só irá atrapalhar ainda mais.

Por isso, dê preferência a parceiros comerciais localizados mais perto do seu negócio - sempre lembrando, é claro, da qualidade do serviço e do material.

3. Data das compras

Via de regra, a equipe de expedição da empresa estuda o envio das mercadorias que seguirão para o trânsito em um dado dia - o que significa que uma série de variáveis precisam ser consideradas, como natureza do produto, destino, volumes, etc.

Desse modo, saber exatamente as datas que os pedidos são realizados é relevante para calcular o lead time de forma correta. 

Aliás, dependendo do dia do pedido, se o negócio não tiver um sistema de gestão com Inteligência Artificial - como um ERP - pode ser que a compra tenha de ficar parada por muito tempo esperando ser embalada para seguir o trajeto novamente.

Isso pode acontecer, por exemplo, em uma data comemorativa, como o Dia das Crianças. Se muitos pedidos forem programados para a entrega nesta data, a instituição demanda de um controle sobre o quantitativo X de peças que consegue despachar. Logo, não adianta fechar dezenas de pedidos para serem enviados neste dia, se seu estabelecimento não tem como dar conta da demanda. 

Ou seja, para que esse resultado nas vendas dê certo, precisa-se saber com antemão os padrões de consumo dos clientes, o que, por sua vez, ajuda a fábrica a descobrir a quantidade de itens que serão comprados e quando serão comprados.

Dessa forma, a empresa ajusta seu lead time às necessidades da clientela, já que consegue prever quanto precisará produzir neste dia específico (assim como qualquer outro).

4. Fisco

O Fisco, representado pela Receita Federal, é a entidade responsável por analisar as cargas, e isso quer dizer que, por ser um órgão imprevisível, suas ações podem afetar drasticamente o ritmo do lead time.

Em outras palavras, não tem um jeito de prever quando o Fisco vai fazer uma fiscalização mais rigorosa sobre uma determinada mercadoria. Um pequeno atraso pode comprometer a chegada de um material ao seu destino final. 

Logo, faz-se útil incluir essa casualidade no momento de determinar o lead time.

Controle o lead time da fábrica com o Sensio ERP

Hoje você aprendeu 4 fatores que afetam o lead time de uma fábrica. Isso é significativo, porque quanto mais dados existirem na gestão de compras, mais fácil será a definição desse indicador na sua companhia.

Tendo esse conhecimento, o setor produtivo pode determinar a hora certa de adquirir novos insumos, não causando desfalques ou excessos no estoque. 

O resultado será um prazo de entrega menor para os clientes, que por sua vez, se tornarão consumidores satisfeitos e fiéis à marca.

Então, evite situações que só comprometem negativamente o negócio e invista já em uma ferramenta que alia organização e planejamento: o sistema Sensio ERP.

Tenha um software completo, com o módulo de Controle de Produção, contendo a opção de gerenciamento do lead time dos pedidos.

Conheça o Sensio ERP e solicite uma demonstração grátis!


Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.