O que é chão de fábrica e como torná-lo eficiente

Controlar o chão de fábrica é uma tarefa muito importante e que não deve ser negligenciada em pequenas fábricas. Nesse artigo explicamos o que é e damos algumas dicas para um controle eficiente.

Luiz Pires
Produção

Administrar a produção de uma fábrica não é das tarefas mais simples.

São muitos os fatores envolvidos para que um produto industrial chegue ao cliente com qualidade, preço baixo e rapidamente.

Para os gerentes de produção, é muito comum uma formação muito focada em planejamento, e com pouca ênfase na administração do dia a dia do que acontece no local mais importante: o chão de fábrica.

Você que é gestor de uma pequena fábrica, acredita que conhece a fundo os detalhes dessa parte essencial da sua empresa? Isso é primordial, pois saber essas características significam ganho de tempo e dinheiro.

Ainda que faça parte do seu estabelecimento, o chão de fábrica se destaca dentre os demais espaços porque é nele que a “mágica” acontece: todo o processo de confecção de produtos é feito nesse ambiente.

Assim, ao saber como funcionam cada uma das etapas, é possível acessar dados relevantes, como o tempo necessário para terminar uma dada peça, como cada colaborador trabalha, etc.

Enfim, estar por dentro do que acontece no chão da sua fábrica viabiliza que você entenda melhor seu negócio, ajudando na tomada de decisões assertivas. Logo, investir nessa descoberta traz inúmeros benefícios para o seu empreendimento.

Então, se você quer entender o que é chão de fábrica e como administrá-lo para o tornar eficiente, leia o artigo de hoje!

Chão de fábrica: o que é?

Chão de fábrica é o local onde os processos industriais são feitos, ou seja, o espaço onde é realizado todo o ciclo de produção dos bens comercializados pela empresa.

Esse espaço pode ser um galpão, uma instalação, um pátio ou qualquer outro ambiente que concentre os funcionários e o maquinário necessário para a linha de produção operar.

Portanto, o chão de fábrica é a parte chave de uma empresa, onde a tecnologia das máquinas se encontra com a força laboral para produzir os itens que consumimos e utilizamos no dia a dia.

Duas características muito importantes dos processos no chão de fábrica, que influenciam a maneira como é realizada a gestão das operações produtivas, são a interdependências entre atividades e a variabilidade.

Por interdependência entre atividades queremos dizer que é necessário seguir um roteiro para a produção de um item. Você pode até realizar algumas etapas em paralelo, dependendo da natureza do item, mas não pode realizar a embalagem antes da pintura, por exemplo.

E por variabilidade, queremos dizer que existem muitos fatores que não podem ser previstos com exatidão: a qualidade de uma matéria-prima, a falta de um colaborador, a quebra de uma máquina, etc.

Por isso, o planejamento nem sempre sai como esperado (quase sempre não) dentro de uma fábrica e é no chão de fábrica que devem ser tomadas as decisões de gerenciamento do processo produtivo com eficiência, qualidade e velocidade.

Como é o trabalho no chão de fábrica?

As tarefas do chão de fábrica vão desde atividades mais simples (como limpeza de maquinário) até atividades mais complexas, como programação de inteligência artificial e/ou robôs.

No decorrer do processo, os colaboradores controlam e monitoram máquinas a fim de o trabalho ser realizado na seguinte lógica:

  • A matéria-prima é recebida;
  • Depois ocorre a transformação dos insumos em mercadorias;
  • Por fim, vem a confecção final dos produtos.

Em resumo, é nesse espaço que as peças são feitas e distribuídas para os outros departamentos.

De que forma é possível tornar o chão de fábrica eficiente? 

No intuito de que a prática saia conforme o planejamento, é vital manter o controle e organização no chão de fábrica. Para isso, é fundamental automatizar os processos, de maneira a alinhar as tarefas industriais.

Essas ações são imprescindíveis para aumentar a segurança no espaço laboral, diminuir a quantidade de retrabalhos e garantir o padrão dos produtos. 

Então, fique ligado no que é preciso fazer para tornar o chão de fábrica eficiente:

Controle o chão de fábrica

O controle do chão de fábrica pode ser efetivado de diferentes modos. 

Entre eles, estão os métodos anti-desperdício, como a filosofia de Lean Manufacturing e os softwares de gestão ERP, uma tecnologia que tabela, analisa, organiza e aponta resultados sobre a produção.

Além desses, podemos citar o PCP, que é o Planejamento do Controle de Produção, um plano de gestão estratégico dentro das empresas.

Técnicas que podem auxiliar no controle do chão de fábrica: previsão de demanda dos itens, análise da capacidade da fábrica, programas de garantia de qualidade, etc.

Delimite o espaço do chão de fábrica

Como a maioria dos funcionários trabalha diretamente na linha de produção, eles sabem perfeitamente como se dão os processos produtivos. 

Então, isso quer dizer que eles precisam se sentir motivados e acolhidos pela companhia, no intuito de gerarem melhores resultados na produção.

Afinal, funcionário motivado rende mais! Segundo uma pesquisa da Universidade Warwick (Reino Unido), os colaboradores motivados produzem 12% a mais do que aqueles que estão insatisfeitos.

Dessa forma, procure reconhecer o esforço do seu corpo de trabalho, reforçando suas qualidades e oferecendo capacitações para melhorar as habilidades pessoais e profissionais.

Realize a administração de pessoas no chão de fábrica

Quando falamos de fábrica, não é permitido vacilar com a segurança. 

Por isso, a primeira ação é assegurar equipamentos de EPIs para toda a equipe, isto é, tudo de acordo com a legislação vigente. Também é interessante fazer reuniões para conscientizar sobre essa norma.

Ademais, com o propósito de que as operações corram com normalidade, faz-se útil demarcar a posição dos servidores no chão da fábrica. O mesmo vale para o maquinário.

Um hábito bastante comum e eficaz é estabelecer esses limites por meio de fitas adesivas, usando-as, por exemplo, para mostrar onde se encontram determinados equipamentos.

Por fim, o espaço-limite onde os visitantes devem ficar deve ser definido para evitar acidentes.

Sinalize o chão de fábrica

Assim como os ambientes, é necessário sinalizar o chão da fábrica. Nessa empreitada, é válido utilizar adesivos, faixas com informações, painéis digitais.

Isso é importante a fim de garantir a segurança de todos, além de tornar a cadeia produtiva mais ágil.

Obtenha equipamentos eficientes para sua produção

Se você quer alcançar resultados positivos com mais facilidade, o investimento em equipamentos de qualidade se tornam essenciais para aumentar a produtividade da fábrica.

Afinal de contas, somente por meio de um maquinário moderno é que o tempo e demais processos são otimizados, aptos a gerarem economia.

A boa notícia é que há no mercado diversas alternativas com custos acessíveis, e o melhor: que guardam várias vantagens para seu empreendimento.

Colete e analise dados

É impossível saber se você está indo bem se você não medir o que está fazendo.

Existem diversos indicadores importantes para avaliar o desempenho de uma fábrica, e podemos agrupar os objetivos em 5 grupos:

  • Qualidade
  • Velocidade
  • Confiabilidade
  • Flexibilidade
  • Custo

É importante definir os indicadores que fazem mais sentido para sua fábrica, e começar a coletar dados desses indicadores, registrando-os para uma análise temporal.

Assim, você consegue medir o resultado das ações que implementa no dia a dia do controle do chão de fábrica e adequar o rumo, se necessário.

Conclusão

Como vimos, o chão de fábrica é fundamental para uma indústria, pois quando ele é bem dirigido, pode-se obter um melhor controle da cadeia de produção, bem como acompanhar e avaliar o andamento e saída dos pedidos.

Aliás, conhecer bem esse ambiente permite ao empreendedor tomar melhores decisões, principalmente quando ocorre algum imprevisto, situação que pode colocar em risco a saúde do negócio em risco se não houver conhecimento suficiente do gestor.

Por outro lado, a tecnologia vem ajudando bastante a indústria ao oferecer ferramentas  de controle, desempenho da empresa, viabilizando o crescimento da mesma.

Com a ajuda de um software ERP voltado para pequenas indústrias, você pode planejar e controlar sua produção de maneira muito mais eficiente.

O Sensio é um sistema de gestão que pode te auxiliar nesse processo, com controle visual do processo produtivo por meio de quadro Kanban, saídas e entradas automáticas no estoque, montagem da composição dos produtos e previsão de demanda dos itens por Inteligência Artificial. Conheça o Sensio ERP e faça um teste grátis.

Apenas conteúdo do blog, sem spam
Obrigado! Logo você irá começar a receber nosso conteúdo
Oops! Something went wrong while submitting the form.